Entrada de CTE

No módulo COMPRAS E ESTOQUE ir em “Lançar Nota Fiscal“;

 

Na tela seguinte clique em “Nova NF“;

Clicar em “Incluir“;

Clicar em “Digitar manualmente a nota“;

 

Selecionar o modelo de nota “06 – CTE” e clicar em confirmar:

Selecionar o CFOP e clicar em “Confirmar“;

 

Digitar a data da emissão do CTE e clicar emConfirmar”;

Será necessário preencher os dados solicitados;

  1. Fornecedor (ao selecionar o fornecedor os dados referentes ao mesmo serão carregados);
  2. Número da NF;
  3. Série.

No DACTE seriam esses dados:

Agora vamos clicar em “Itens”;

Na tela que abrir clique em “Incluir” e procure o produto que será o valor do transporte;

Esse produto deve estar cadastrado no sistema como Serviço. Serão listados apenas produtos que estejam marcados como Serviço.

O valor informado no valor do serviço, é o referente ao valor do CTE. Após inserir os dados clique em “Salvar” e feche a tela;

Os dados inseridos na tela acima são referentes a esse bloco do DACTE;

Após fechar a tela clique em “CT-e”, para inserirmos os dados do CTe:

Será aberto a seguinte tela:

Nesta tela são inseridas informações gerais do CTe, de acordo com o CT-e emitido. No Autocom3, até o momento só são aceitos CTes Rodoviários. As informações que já estão preenchidas na tela costumam ser as mais usadas.

Após preencher os dados, clique em “CT-e Normal“. Será exibido a seguinte tela:

Em “Inf. da Carga” deve ser preenchido os dados carga, conforme o CTE. No exemplo acima, os dados foram preenchidos conforme o DACTE abaixo, marcado em vermelho;

Na tela “Documentos que acobertam a carga”, deve ser preenchido conforme o CTE. No exemplo que estamos usando foi usado um NFE, e a mesma está descrita no DACTE na parte em amarelo. Ao terminar de preencher os dados, clique em “Incluir”;

Porém podem ser usados outros documentos, além da NF-e, conforme abaixo. Basta selecionar o documento e preencher os dados, sempre lembrando de clicar em “Incluir”;

Notas fiscais avulsas também não aceitas:

Em “Info do Seguro” informamos a seguradora, conforme o DACTE;

Exemplo do campo no DACTE:

Na guia “Rodoviário” preenchemos o Indicador de Lotação. Caso tenha deve ser preenchido o CIOT:

Exemplo no DACTE, que no caso o indicador foi “Não” e o CIOT está em branco;

Na guia “Serviços e Impostos”, os dados são carregados conforme o serviço inserido no Add itens, já mencionado anteriormente:

Próximo passo é inserir as guias de Remetente, Destinatário, Recebedor e Expedidor. Para isso, eles devem estar cadastrados como fornecedores no sistema previamente e a procura é feita na clicando no “Ícone de pesquisa”, conforme abaixo:

Exemplo no DACTE dos campos Remetente, Destinatário, Expedidor e Recebedor. O Tomador é o fornecedor que foi inserido no inicio da entrada do CTE, mencionado anteriormente;

Preenchido todos os campos obrigatórios, clique em “OK“.

A nota pode ser salva ao clicar em “Salvar” na tela de entrada da nota.

Confira os dados do CT-e, caso esteja ok, clique no “Disquete para salvar“;

Lance os valores e datas do vencimento e “Salve“;

Confira novamente os dados e clique em “OK“;

O CTE irá aparecer na listagem de NFes e Ctes lançadas:

Nesse momento o CTE não foi faturado ainda. Caso queira fazer alguma alteração no CTE, clique em “Alterar” no menu lateral. Caso esteja ok, clique em “Funções” para finalizar a nota;

Na tela que abrir clique em “Faturar NF”;

O status do CTE passará para “Faturada”. Com isso, o CTE está finalizado não poderá mais ser modificada.

 

Print Friendly, PDF & Email